Pimenta Caiena

Fonte: Revista Marie Claire (Foto: Thinkstock)
Origem

A pimenta-caiena, pimenta-de-caiena ou pimenta-de-cayenne é uma variedade de Capsicum annuum. É uma das plantas mais antigas da espécie, com evidências do período pré-colombiano e citadas historicamente, pela primeira vez, em torno de 1540. Deve o seu nome à cidade de Caiena (Cayenne) na Guiana Francesa. Sua origem veio das Américas, e foi levada para a Europa através das expedições.

Cultivo

As sementes da Cayenne brotam, geralmente, após 21 dias. Para atingir o amadurecimento ela leva em torno de 90 dias. Atinge uma altura média de 450 mm, podendo chegar a 750 mm em alguns casos. Seus frutos, podem variar entre 50 a 200 mm de comprimento.

Informação Gastronômica

As pimentas Cayenne são comumente utilizadas em sua forma seca e moída. Além da alta ardência (pungência), elas possuem um sabor suavemente amargo. Grande parte da produção em alta escala da Cayenne é direcionada para a linha de temperos em pó. São trituradas em grânulos espessos, apesar de manterem um sabor de maior qualidade se forem compradas frescas e moídas instantes antes de serem utilizadas.

É muito utilizado na culinária de diversos países, como Índia, Estados Unidos e México.

Informação Nutricional

Estudos científicos comprovam que este condimento é um analgésico natural, tendo eficácia comprovada na redução da dor.

Benefícios

Possui propriedades antioxidantes, descongestionantes e anti-inflamatórias.

Tratamento de doenças: na medicina tradicional chinesa e indiana, a pimenta caiena tem sido utilizada para o tratamento de artrite, reumatismo, dores de estômago, erupções cutâneas, dentre outras aplicações.

Prevenção de doenças: tem efeitos anti-hipertensivos (prevenção da hipertensão), e inibe o crescimento in vitro da bactéria Helicobacter pylori, responsável por muitos casos de gastrite e ulcera gástrica.

Auxílio no emagrecimento: promove o aumento do ritmo cardíaco e melhora a circulação sanguínea. Além disso, tem poder termogênico.

** Recomendamos buscar orientação do seu médico antes de utilizar esse produto em qualquer tipo de tratamento. Não brinque com sua saúde.

Consumo

A melhor forma de consumo é a mais natural possível, adicionando em alimentos e preparações do dia a dia, dando assim mais sabor e agregando propriedades funcionais aos alimentos. A pimenta caiena pode ser utilizada em pequenas doses (pitadas) em preparações do dia a dia, molho de salada, para temperar carnes e peixes, ou até mesmo para consumir em sopas, caldos e sucos. Contudo, excesso pode causar insônia ou dor de cabeça.

Outras formas de consumo: recheio da tapioca, temperos de vários pratos como de carnes, frangos, peixes, arroz e omeletes ou fazer geleia. Adicionada ao chá verde ou de gengibre intensificamos ainda mais seu efeito termogênico.

Receitas
Fonte: Site Dicas de Saúde
Fontes
pt.wikipedia.org/wiki/Pimenta-caiena
www.pimentasonline.com/pimenta-cayenne-caienne-caiene-caienna-caiena.html
www.dicasdemulher.com.br/pimenta-caiena/
Anúncios